terça-feira, 13 de maio de 2014

Você Sabe a Diferença?


Um século após a abolição da escravidão no Brasil (1988), percebemos que infelizmente ainda é bastante oportuno a discussão a cerca do racismo em nosso meio. Algo tão batido e fora de moda que nem deveria mais fazer parte da nossa sociedade "tão evoluída".
Recentemente um episódio correu o mundo... o momento em que um torcedor atirou uma banana no campo de futebol, quando o jogador brasileiro Daniel Alves, cobrava um escanteio. Num gesto claro de racismo. A atitude do jogador, embora tenha sido fruto de um impulso, foi digna de aplausos, pois expressa o que realmente aquilo que atos como esse devem despertar no ser humano - INDIFERENÇA! Porém a cena inflamou  os ânimos e se propagou na velocidade das redes sociais um protesto que se intitulou " #somostodosmacacos ".
No dia em que comemoramos 126 anos do fim da escravidão, quero deixar aqui o meu manifesto: "Não somos TODOS # NADA!" Acredito na individualidade de cada pessoa, somos seres individuais, únicos, cheios de particularidades, alegrias e dores que são só nossas, pois se passam dentro de cada um nós. E é essa diferença que deve ser respeitada, amada e celebrada. Ninguém é melhor ou pior por conta de nada, nada mesmo, especialmente por questões de cor... Hipocrisia dizer que sabemos como se sente o outro, só sabe realmente o quanto a discriminação racial dói, quem é negro, só sabe o que ser excluído por preconceito sexual quem não é hétero. Eu posso apoiar e fazer minha parte, mas nunca senti isso na pele. Então não venha me dizer que #somostodosqualquercoisa ... Banalizar o assunto é afirmar o preconceito.
Nesse 13 de Maio queremos lembrar que diferenças sempre existiram e vão continuar a existir, são elas que movimentam e põe o mundo em marcha. O que precisamos é entender de uma vez por todas que diferenças devem ser celebradas e somadas. Somos nós, seres humanos dotados de diferenças que podemos transformar o mundo em que vivemos no mundo que queremos!
Hoje é dia de celebrar a luta de um povo que constrói a história da humanidade, como qualquer outro povo, porém com muita luta, e resiste com dignidade. Um povo forte, do qual eu tenho orgulho de ter correndo nas minhas  veias o sangue .





13 de Maio - Abolição da Escravidão no Brasil.