quarta-feira, 26 de março de 2014

De Volta ao Trampo

Tenho me especializado em viver um dia de cada vez...  essa coisa a que todos somos aconselhados constantemente, veio até mim como tantas outras coisas, através do  aprendizado que o câncer impõe a todos que passam por ele. Primeiro tive que me adaptar a estar longe da rotina diária a que estava acostumada, distante dos companheiros de trabalho, da correria que minha profissão impunha, longe de tantos  compromissos... etc, etc. Geralmente todo mundo diz que isso é um sonho!!! Mas surpresaaaa: Não é!!! Já relatei em outro post o quanto é difícil ter que sair de cena, mesmo que só por um período.
Agora, passados nove meses, enfim chegou a hora de voltar, retomar o ritmo, colocar em dias as pendências que foram ficando à minha espera.... e então mais uma surpresa: para  alguém que trabalha desde os treze anos e nunca mais tinha ficado longe do trabalho, retomar o ritmo pode não ser apenas uma questão de vontade...  percebo que estou um pouco fora de forma e em alguns momentos me sinto como uma iniciante... Por isso é preciso cultivar a paciência e entender que é sempre tempo de recomeçar.
Como é bom sentir-se parte da engrenagem novamente, contribuir como nosso trabalho, fazer o que gostamos, estar com pessoas que nos fazem bem... 






Como é bom estar de volta ao trampo!!!