segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Lá Vem o Sol

Nesse calorão louco, em pleno verão de um " Pais Tropical Abençoado por Deus e Bonito por Natureza..." É super oportuno falarmos mais uma vez que o SOL é realmente muito importante para a saúde, mas não há dúvida de que é preciso ter muito cuidado com excessos.
Quando os raios ultravioletas atingem as camadas mais profundas da pele, podem alterar as células e provocar o envelhecimento precoce, lesões nós olhos e câncer de pele.


Assim alguns cuidados são necessários:

No Lazer
  • Evite exposição prolongada ao sol entre 10h e 16h;
  • Use sempre proteção adequada, como bonés ou chapéus de abas largas, óculos escuros, barraca e filtro solar com fator mínimo de proteção 15.

Quem Trabalha ao Ar Livre:
  • Não deixe de usar: chapéus de  abas largas, camisas de manga longa e calça comprida;
  • Se puder use óculos escuros. E protetor solar sempre.
  • Sempre que possível, procure sombra.
Principais Fatores de Risco:
  • História familiar de câncer de pele;
  • Pessoas de olhos claros, com cabelos ruivos ou loiros;
  • Pessoas que trabalham freqüentemente expostas ao sol sem proteção adequada;
  • Exposição prolongada e repetida ao sol na infância e adolescência.
Sinais de Alerta:
  • Manchas que coçam, ardem, escamam ou sangram;
  • Sinais ou pintas que mudam de tamanho, forma ou cor;
  • Mudança na textura da pele ou dor.
Faça o Auto-Exame:
Em frente a um espelho, com os braços levantados examine seu corpo de frente, de costa e dos dois lados. Dobre os cotovelos e observe cuidadosamente as mãos, antebraços, braços e axilas. Examine as partes da frente, de trás e dos lados das pernas, além da região genital. Sentado, examine atentamente a plana e o peito dos pés, assim com os espaços entre os dedos.
Com o auxílio de um espelho de mão e de uma escova ou secador, verifique o couro cabeludo, pescoço e orelhas. Tambe´m com a juda do espelho, examine as costas e nadegas.
Ao perceber qualquer alteração na pele, consulte um médico. Sem essa de confiar nos "achismos" populares ou cair na comodidade e ficar adiando ou pensando que não é nada... pode não ser mesmo, mas se for as chances de cura são sempre mais fortes quando descobrimos cedo.